Em maio acontece a MOSTRA CICLOS DOR E BELEZA: Dois Espetáculos Sobre o Feminino

04/01/2018

O Coletivo Âmago em parceria com Clarice Nejar realizará em maio a Mostra CICLOS DOR E BELEZA: DOIS ESPETÁCULOS SOBRE O FEMININO, onde serão apresentados dois trabalhos que têm como inspiração o gênero feminino. No mês de maio temos a data celebrativa do Dia das Mães e por isso será um momento muito especial e propício para dançar e cantar sobre o feminino que habita em nós. Os espetáculos retratam o universo das mulheres, sua beleza, sua dor e seus ciclos, através da dança, da música e da poesia. Os dois trabalhos são: o espetáculo de dança O Sentido se Sente com o Corpo (do Coletivo Âmago) e o show musical Mulher Sagrada (de Clarice Nejar).

 

Nos dois primeiros finais de semana de maio cada um dos espetáculos fará três apresentações no Teatro Bruno Kiefer da Casa de Cultura Mário Quintana:

 

O Sentido se Sente com o Corpo

Dias 04, 05 e 06 de maio às 20h

 

Mulher Sagrada

Dias 11, 12 e 13 de maio às 21h

 

Local: Teatro Bruno Kiefer, 6º andar da Casa de Cultura Mário Quintana.

(Rua dos Andradas, 736)

 

 

OS ESPETÁCULOS:

 

O Sentido se Sente com o Corpo

Coletivo Âmago

 

O espetáculo de dança O Sentido se Sente com o Corpo cria uma atmosfera etérea, propondo uma fruição meditativa em contraposição ao ritmo acelerado do cotidiano urbano. Através da ressignificação dos corpos e das relações das bailarinas, o espectador é convidado a redimensionar seu próprio significado de corporalidade. O trabalho aborda a relação feminina com a natureza e foi inspirado pela obra da poetisa brasileira Josely Vianna Baptista, cujos poemas influenciaram a criação de cenas e o título do trabalho.

 

A coreografia representa os elementos terra, água, fogo, ar e vegetal, refletindo suas diferentes dinâmicas, enquanto os corpos das duas intérpretes evocam formas ancestrais e míticas do universo feminino. Neste sentido, ao reafirmar a figura da mulher enquanto ser em conexão com a natureza geradora da vida, pode-se refletir sobre seu papel social e cultural na sociedade.

 

As texturas sonoras foram criadas especialmente para o espetáculo, dialogando de forma sensível com a coreografia e sendo executadas ao vivo por dois músicos percussionistas. O espetáculo recebeu recentemente o Troféu Açorianos de Dança 2017 de Trilha Sonora.

 

 

Ficha técnica:

Direção: Kalisy Cabeda e Sissi Betina Venturin

Atrizes-bailarinas: Kalisy Cabeda e Sissi Betina Venturin

Orientação: Sayonara Pereira

Texturas Sonoras: Jorge Peña e Duda Cunha

Técnico de som: Daniel Roitman

Iluminação: Leandro Gass

Poesias: Josely Vianna Baptista

Figurino: Coletivo Âmago

Produção: Coletivo Âmago

Duração: 60 minutos

Classificação: 12 anos

 

 

Mulher Sagrada

Clarice Nejar

 

O Show Poético Musical Mulher Sagrada de Clarice Nejar é composto por poemas e canções autorais, que irão integrar o seu primeiro cd Oferenda que está em fase de pré-produção para ser gravado no segundo semestre deste ano. Clarice é compositora de músicas que expressam as forças da natureza, a mitologia afro-brasileira e indígena e o sagrado feminino. Com influência de cantos, ritmos populares e de intérpretes como Maria Bethânia, Serena Assumpção, Clara Nunes, sua música reúne arte e espiritualidade, inspirando um universo poético e imagético que evidencia a sensibilidade, a força e identidade feminina. Clarice é acompanhada pelos músicos Tiago Bra (violão) e José Leonidas Jancidakis Arce (percussão). Durante as apresentações, a cantora estará compartilhando com o público o vídeo clipe inédito da música “Mulher Sagrada”, que estará sendo lançado na Mostra.

 

Ficha técnica:

Composições, poemas e voz: Clarice Nejar

Arranjos e Violão: Tiago Bra

Percussão: José Leonidas Jancidakis Arce

Duração: 50 minutos.

Classificação: livre

 

 

Ingressos na bilheteria: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia*).

Comprando para os dois espetáculos: R$ 25,00 cada.

A bilheteria abre 1 hora antes do início das apresentações

 

Ingressos antecipados com desconto na Loja Sirius: R$ 25,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia*). [Rua da República 304, Cidade Baixa]

 

*Meia entrada: Classe artística, estudantes e idosos, mediante apresentação de documento de comprovação.

 

 

Arte do cartaz: Silvia Pont

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now